Discoteca náutica

0
1735
Victor Willis, shown in this 1979 photo (with the captain's hat and his hand in the air; note, original cutline has wrong order) has written a tell-all book about his time with the Village People.

Assim como os filmes, músicas são boas companheiras para agradáveis passeios de barco, ainda mais se tratarem sobre o tema. Por isso, NÁUTICA listou dez canções que falam de embarcações para inspirar você. Confira:

Duran Duran – Nigh Boat
A banda inglesa gravou este hoje clássico logo em seu álbum de estreia, em 1981. Um ano depois, viria Rio, cujo clipe foi rodado a bordo do histórico veleiro Eilean.

Rod Stewart – Sailing
Incluída em todas as antologias do cantor de voz rouca, marcante, essa balada foi lançada  no disco Atlantic Crossing, de 1975, e se transformou num sucesso instantâneo.

Christopher Cross – Sailing
Quatro anos mais tarde, o gordinho genial também lançou uma balada de mesmo nome: Sailing. Sucesso absoluto e imediato, tanto quanto a música de Rod Stewart.

Caetano Veloso – Os Argonautas
Fado tropicalista em que Caetano homenageia o poeta português Fernando Pessoa, emprestando dele a frase de um de seus poemas mais famosos: “Navegar é preciso, viver não é preciso”.

Jay-Z – Big Pimpin
Essa música ajudou o mais bem-sucedido rapper americano a abandonar as letras sobre as agruras da periferia e se aproximar do universo em que circula com a namorada, Beyoncé.

Village People – In the Navy
Com essa música, o grupo ícone gay dos anos 1970 apareceu mais uma vez em primeiro lugar nas paradas americanas.

Maysa – O Barquinho
Clássico da Bossa Nova, composto em parceria por Roberto Menescal e Ronaldo Bôscoli, com interpretações de Nara Leão e João Gilberto, além da Maysa. “O barquinho vai, a tardinha cai…”

The Beatles – Yellow Submarine
Escrita por Paul McCartney, tem efeitos especiais como sinos de navio, correntes, apitos e sons de ventos e tempestades. Foi gravada em 1966 para o álbum Revolver.

Walter Franco – Vela Aberta
Lançada em 1980, ainda hoje é executada nas rádios em programas de flash-back. “Lá vai uma vela aberta, Se afastando pelo mar… Nela vejo refletida, Toda beleza do mar”.

Dominguinhos e Elba Ramalho – Xote de Navegação
Com letra de Chico Buarque, descreve como navega a embarcação Paciência e nos convida a responder à seguinte pergunta: Se a vida é um rio, como tenho navegado nela?

Foto: Arquivo NÁUTICA

 

Curta a revista Náutica no Facebook e fique por dentro de tudo que acontece no mundo náutico.

COMPARTILHAR
AnteriorCerimônia na tela
PróximoNovos rostos
Paulistano, formado em Comunicações Sociais e em História, passou 35 de seus 63 anos de vida em redações. Há 21 anos, trabalha em publicações sobre barcos, em especial NÁUTICA, em cuja redação ingressou em 2007, como repórter e editor. Atualmente, é colaborador fixo da revista.