Designer italiano cria projeto de casas modulares flutuantes

0
865
Foto: Reprodução

O designer italiano Pierpaolo Lazzarini criou casas modulares flutuantes, que se agrupam, formando uma grande comunidade autossuficiente. A ideia foi batizada de Wayaland e é inspirada na arquitetura Maia piramidal. Os módulos são pré-fabricados e podem ser agrupados para finalidades diferentes: moradia, lazer, negócios.

LEIA TAMBÉM
>>Prefeitos de Ilhabela e Angra projetam parceria para desenvolver o turismo
>>Vendas de motores de popa nos EUA cresceram em 2018, pelo sétimo ano consecutivo
>>Entrevista: Ricardo Rinaldi revela os segredos para desenhar um barco perfeito

Abastecido pela energia coletada localmente por meio de placas solares e turbinas eólicas, a estrutura em si é composta por fibra de vidro, carbono e aço. Cada módulo terá uma parte submersa, na qual estarão maquinários diversos que prestam serviço para o resto da estrutura, como, por exemplo, armazenamento de energia e sistema de dessalinização.

A intenção é inaugurar o Wayaland em 2022, mas para que o projeto saia do papel Lazzarini precisa arrecadar US$ 423 mil. Para incentivar os colaboradores, o designer promete: aqueles que contribuírem com US$ 1 200, terão a oportunidade de passar uma noite na comunidade flutuante, em uma casa de 100 metros quadrados.

Receba notícias de NÁUTICA no WhatsApp. Inscreva-se!

Quer conferir mais conteúdo de NÁUTICA?
A edição deste mês já está disponível nas bancas, no nosso app
e também na Loja Virtual. Baixe agora!
App Revista Náutica
Loja Virtual
Disponível para tablets e smartphones