Covid-19 cancela homenagem aos 500 anos da circum-navegação de Fernão Magalhães

0
510

Com o objetivo de celebrar os 500 anos da primeira circum-navegação de Fernão de Magalhães, o veleiro Sagres saiu de Lisboa no dia 5 de janeiro de 2020, levando 144 pessoas a bordo.

Prevista para durar 371 dias de mar (e 41.258 milhas náuticas), seria a maior viagem empreendida pelo navio-escola, em 82 anos de serviço à Marinha Portuguesa. O roteiro previa escalas em 22 portos, de 19 países, incluindo uma temporada no Japão durante os Jogos Olímpicos de Tóquio, onde seria a Casa de Portugal.

Seria! A pandemia de Covid-19 obrigou o veleiro a regressar a Portugal, quando estava atracado na Cidade do Cabo, na África do Sul, pois corria o risco de não poder atracar em lugar algum, porque todos os países começaram a fechar seus portos.

LEIA TAMBÉM
>> NÁUTICA Live #2: quais os impactos do COVID-19 no setor de marinas e iates clubes?>> Posso ou não navegar? Autoridades apontam soluções durante NÁUTICA Live
>> Azimut Yachts apresenta versão 2020/2021 de iate de 83 pés

Neste domingo, 10 de maio, o navio comandado pelo capitão-de-fragata Maurício Camilo deve atracar na Base Naval de Lisboa, depois de percorrer cerca de 16 mil milhas náuticas e ficar aberto à visitação em seis cidades, inclusive o Rio de Janeiro, onde aportou em fevereiro.

Com o fim da expedição, frustraram-se mais de dois anos de preparação, projetos de vida pessoal para alguns tripulantes e vários estudos científicos, incluindo os ambientais, porque o Sagres também é um navio científico.

Gostou desse artigo? Clique aqui para assinar o nosso serviço de envio de notícias por WhatsApp e receba mais conteúdos.

Schaefer770