Copa do Mundo de Vela

0
1693

Começou nesta segunda-feira, 25, a etapa de Miami (EUA) da Copa do Mundo da Federação Internacional de Vela (Isaf). O evento reúne, pela primeira vez para a disputa de uma competição em 2016, os 15 velejadores classificados para a Equipe Brasileira de Vela que representará o país nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em agosto. As regatas da fase de classificação estão programadas para acontecer de segunda a sexta-feira. No sábado, 30, serão disputadas as regatas da medalha.

Duas duplas chegam ao evento embaladas por bons resultados na última semana, no Coconut Grove Sailing Club, em Miami. No Campeonato Norte-Americano da classe 470, Ana Barbachan e Fernanda Oliveira conquistaram a medalha de ouro na disputa feminina. E no Campeonato Midwinter, Martine Grael e Kahena Kunze ficaram com a medalha de bronze na classe 49erFX.

“Agora estamos na reta final da preparação olímpica e temos de equilibrar bastante os treinamentos com as competições. O ideal é chegar aos Jogos no auge”, afirma Torben Grael, Coordenador Técnico da Confederação Brasileira de Vela (CBVela).

A Equipe Brasileira de Vela que está em Miami reúne: Martine Grael e Kahena Kunze (49erFX); Marco Grael e Gabriel Borges (49er); Jorge Zarif (Finn);  Robert Scheidt (Laser); Fernanda Decnop (Laser Radial); Henrique Haddad e Bruno Bethlem (470 masculina); Fernanda Oliveira e Ana Luiza Barbachan (470 feminina); Ricardo Winicki, o Bimba (RS:X masculina); Patricia Freitas (RS:X feminina); e Samuel Albrecht e Isabel Swan (Nacra 17). Além dos velejadores classificados para os Jogos Olímpicos Rio 2016, o Brasil tem ainda mais sete atletas inscritos nesta etapa da Copa do Mundo: Bruno Fontes (Laser); Gabriella Kid e Odile Ginaid (Laser Radial); João Bulhões e Gabriela Nicolino (Nacra 17); Gabriel Bastos (RS:X masculina); e Bruna Martinelli (RS:X feminina).

“É o início da temporada, um evento importante para nós. O Norte-Americano foi muito bom em termos de resultado. Conseguimos corrigir pontos significativos no nosso desenvolvimento técnico”, diz Ana Barbachan, lembrando ainda que o Campeonato Mundial da classe 470 já é no mês que vem.

Na temporada 2015 das etapas da Copa do Mundo, o Brasil conquistou oito medalhas. Foram dois ouros (Fernanda e Ana na etapa de Hyères, e Martine e Kahena em Weymouth); duas pratas (Martine e Kahena em Hyères, e Bimba na etapa final em Abu Dhabi); e quatro bronzes (Martine e Kahena em Miami; Robert Scheidt em Hyères; e Patricia Freitas em Hyères e Abu Dhabi).

No total em etapas da Copa do Mundo (desde 2009), o Brasil soma 34 medalhas, sendo 17 de ouro, nove de prata e oito de bronze.

Foto: Wander Roberto

Assine a revista NÁUTICA: www.shoppingnautica.com.br

Teste Ventura V195 Crossover – 19/03/2020