Com 95 pés e muito luxo, maior barco Intermarine tem data para estrear

0
9194

Após muito suor e dedicação, a primeira unidade do maior barco de fibra feito em série no Brasil, a Intermarine 95, seguirá para a água ainda este ano, em uma operação que promete parar São Paulo. Trata-se de um barco que terá tudo o que um moderno iate do seu porte pode ter, mas também promete encantar pela elegância e beleza, que nem todos conseguem alcançar.

Além de dois motores de 2 600 hp cada, estabilizador e dois geradores, sua configuração interna será digna de um grande iate: cinco suítes — a principal com dois banheiros! —, um salão sensacional no mesmo piso do posto de comando interno, com visão desimpedida para o mar e integrado à praça de popa por uma porta bem larga, um flybridge digno de ser chamado de deque, com mesa de refeições de dez lugares com cozinha anexa, jacuzzi, solário, espreguiçadeiras e ainda áreas de descanso na popa e na proa.

O estilo do casco e da superestrutura leva a assinatura do respeitado projetista Luiz de Basto e o interior tem a mão da arquiteta de interiores Patricia Anastassiadis, com uso de muita madeira e outros materiais naturais combinados com o fino brilho do metal em detalhes que marcam as linhas retas que predominam em todo o barco. Duas versões de layout interno são oferecidas, que se diferenciam no flybridge, convés principal e inferior. Contudo, o proprietário pode criar com o estaleiro um layout específico para suas necessidades.

As grandes peças em fibra de vidro, como casco, convés, casaria, hardtop, cavernas, longarinas, anteparas, tampas e portas, foram laminadas por infusão, o que garante benefícios ao iate, como redução de peso e melhor desempenho. “Construir uma embarcação desse porte, com quase 30 metros de comprimento, requer seguir rígidas normas de projeto e de construção internacionais, com o objetivo de oferecer um alto nível de segurança e da embarcação”, declara Roberta Ramalho, presidente da marca.

36-IM95_master_suite_OK
Como será o interior da Intermarine 95 (Divulgação)

Por dentro de um sonho

10 motivos que fazem desta 95 pés o mais complexo projeto da Intermarine

O projeto dos sistemas foi elaborado em 3D, prevendo exatamente todas as passagens de dutos e cabos, para facilitar a manutenção.

O sistema elétrico impede que a oscilação de energia danifique equipamentos a bordo. Se a energia cair, o gerador é acionado automaticamente.

O convés do salão tem isolamento próprio, independente da casa de máquinas. Todo o costado das suítes tem isolamento dos ruídos vindos da navegação.

O sistema de combate a incêndio é automatizado, com sensores de detecção em toda a embarcação.

A passarela hidráulica é embutida e a plataforma de popa hidráulica tem 2,40 metros de comprimento.

O sistema de isolamento acústico é o grande diferencial. A casa de máquinas é totalmente isolada, com três camadas diferentes de materiais.

Cerca de 50 funcionários foram contratados para trabalhar exclusivamente no projeto. E mais de 30 engenheiros participaram da realização do barco.

O sistema de tratamento de combustível limpa o diesel de impurezas e de água, proporcionando maior segurança e durabilidade dos motores e geradores.

A área destinada a tripulação acomoda confortavelmente quatro pessoas em dois camarotes com banheiro, sala para refeições, cozinha e lavanderia.

Uma megaoperação levará o barco de São Paulo para o Guarujá, que irá desmontado em duas partes: casco e casario. O processo levará cerca de 10 dias.