Navio da Marinha ganha prêmio de sustentabilidade em competição internacional

0
1253

O navio-veleiro Cisne Branco, da Marinha brasileira, foi eleito o “mais sustentável” entre os participantes da The Tall Ship Races. A competição reúne, anualmente, embarcações à vela de grande porte do mundo todo. O Cisne Branco apresentou à competição ações de sustentabilidade que tem adotado nos últimos meses.

“Durante as nossas travessias, não usamos mais nada de plástico. Compramos até algumas canecas de alumínio, porcelana, para não usar plástico durante as refeições. Também não fazemos esgoto no mar. Temos alguns tanques e quando chegamos em um porto entregamos os resíduos para um caminhão que faz a coleta. Além disso, na limpeza do navio só usamos sabão biodegradável. O oceano é a nossa segunda casa, então temos que cuidar”, conta o Capitão Tenente Deivid Gonçalves.

Além do prêmio de sustentabilidade, o Cisne Branco também ganhou como a tripulação mais animada do concurso. A The Tall Ship Races ocorreu nos meses de julho e agosto, com viagens entre Noruega e Dinamarca. A competição foi uma das atividades no percurso, que começou no dia 24 de março, quando o Cisne Branco partiu do Rio de Janeiro.

A missão Europa 2019 do Cisne Branco prevê paradas em portos de 12 países e só termina no dia 12 de outubro, quando o navio retorna ao Rio de Janeiro. A embarcação está atracada agora em Lisboa. De acordo com o comandante, um momento bastante simbólico.

“O Cisne Branco foi construído por uma empresa holandesa, mas foi entregue à marinha brasileira em 2000 em Lisboa. Daqui saiu fazendo a mesma viagem que Pedro Álvares Cabral fez em 1500, como homenagem pelos 500 anos da chegada ao Brasil. Temos aqui uma santa que é uma réplica menor da que Cabral tinha na sua embarcação”, conta o comandante.

A imponência do Cisne Branco chama a atenção. O navio tem 76 metros de comprimento e preserva características de uma embarcação antiga. A missão conta com 66 tripulantes e, até agora, o navio já recebeu 185 mil visitantes. O Cisne Branco continua aberto para visitação em Lisboa, no terminal de passageiros Rocha Conde de Óbidos, até a próxima terça-feira (3). Depois, segue a viagem de volta, com uma parada em Cabo Verde antes de chegar ao Brasil.

Receba notícias de NÁUTICA no WhatsApp. Inscreva-se!

Quer conferir mais conteúdo de NÁUTICA?
A nova edição já está disponível nas bancas, no nosso app e também na Loja Virtual. Baixe agora!
App Revista Náutica
Loja Virtual
Disponível para tablets e smartphones

Para compartilhar esse conteúdo, por favor use o link da reportagem ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos e vídeos de NÁUTICA estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem nossa autorização (redacao@nautica.com.br). As regras têm como objetivo proteger o investimento que NÁUTICA faz na qualidade de seu jornalismo.