China quer construir linha férrea subaquática para os Estados Unidos

0
407

A China tem uma das redes ferroviárias mais impressionantes do mundo, mas quer ir mais além. O objetivo é construir um comboio de alta velocidade que viaje desde a China, passando pela Sibéria, leste da Rússia, pelo mar através do Estreito de Bering para o Alasca, pelos picos rochosos do Yukon e Colúmbia Britânica, até aos Estados Unidos.

Inscreva-se no canal de NÁUTICA no YouTube e ATIVE as notificações

Uma vez construídos, os 13 mil quilômetros de linha férrea poderiam estender ainda mais, de modo a alcançar cada canto norte-americano. Segundo o IFL Science, a proposta de uma linha subaquática iria custar 200 mil milhões de dólares.

Os planos surgiram em 2014, quando uma reportagem do Beijing Times delineou os planos da China para a construção da linha China-Rússia-Canadá-América, que se estenderia pelas quatro nações num impulso comercial, turístico e econômico. Para a linha passar pelo estreito de Bering, seria necessário um túnel subaquático quatro vezes maior do que o Túnel do Canal da Mancha.

Leia também

» Confira o relato da fotógrafa brasileira que se aventurou pelo Oceano Atlântico de carona

» Virtual Balearic Yacht Show começa nesta quinta-feira. Veja como participar

» Represa de Rifaina ganha condomínio vertical sofisticado, com píer na porta e vista exuberante

Embora pouco se saiba sobre o progresso da linha China-Rússia-Canadá-América, alguns postularam que a linha Ningbo-Zhoushan poderia ser uma espécie de teste para um projeto muito maior.

Não perca nada! Clique aqui para receber notícias do mundo náutico no seu WhatsApp.

Kapazi