Chegou o vento

0
2641

O que um vento mais forte não faz? O quinto dia da Semana de Vela de Ilhabela 2016 teve média de 18 a 22 nós e rajadas de até 28 nós (52 km/h) em quase todas as 13 classes inscritas no maior evento de vela oceânica da América Latina, realizado no Yacht Club de Ilhabela (YCI). A frente fria chegou ao litoral norte de São Paulo, apesar do sol e da sensação térmica de 28 graus. ”Em condições como as de hoje é preciso fazer mais força. O barco aderna mais e a possibilidade de avaria cresce”, disse Paulo Freire, comandante do Miragem, que disputa o evento na classe ORC.

A ORC – abreviação de Offshore Racing Congress – tem 19 barcos na água na Semana de Vela de Ilhabela. Com mais provas no campeonato, mais pontos entraram em jogo – sem contar o descarte do pior resultado. O melhor desempenho do dia no tempo corrigido foi do San Chico 3, de Francisco Freitas, que venceu as duas provas. O Carioca, de Roberto Martins, no entanto, é o líder do geral. ”Ventou bastante! Não estamos acostumados com essas condições em Ilhabela, com vento e sol. Geralmente fica frio e chove em situações parecidas aqui. Fomos Fita Azul na primeira e fomos mais conservadores na segunda”, disse André Mirsky, tático do Carioca.

Na IRC, que conta com 10 barcos na Semana de Vela de Ilhabela, destaque para o duelo entre quatro equipes: Rudá, BL3 Urca, Asbar IV e Itajaí Sailing Team, respectivamente primeiro, segundo, terceiro e quarto colocados. ”Nas duas largadas fomos bem e cruzamos em primeiro lugar. Abrimos mão da preferência na largada para ter um ângulo melhor, aproveitando bem as rajadas do começo ao fim. Mas no corrigido não ficamos entre os líderes”, relatou o tripulante Alexandre Santos, regulador de velas do Itajaí Sailing Team.

A quinta-feira teve apenas uma regata de Clássicos. ”O mais importante é velejar bonito e a gente está conseguindo”, contou Alex Calabria, comandante do Áries III, líder da competição entre os Clássicos empatado com o Cangrejo. A regata foi de percurso médio até o Farol dos Moleques. Os barcos da Bico do Proa também fizeram apenas uma regata, que foi vencida pelo Bacanas III, líder do campeonato.

Na RGS A, o Kalymera fez a melhor média do dia e segue na liderança. Na versão B, o Asbar II está na ponta do campeonato após cinco regatas, seguido pelo Fantasma, com três pontos atrás. Na RGS C, o Zephyrus ganhou as duas do dia e lidera com folga. Na Silver, o dia foi do BL3 que também chegou em primeiro.

Além da entrada do descarte do pior resultado, (menos para Clássico e Bico de Proa) a quinta-feira também foi marcada pela estreia da Star na competição, levando todos os 135 barcos das 13 classes participantes para a água. Classe mais tradicional da vela olímpica, a Star já rendeu seis medalhas ao Brasil nos Jogos – dois ouros, uma prata e três bronzes. ”A classe Star é uma tradição e nada mais legal do que velejar na categoria aqui em Ilhabela. Na Semana de Vela a raia é um pouco menor do que nos campeonatos mundiais, mas vale a disputa”, disse Ronald Seifert, parceiro de Marcelo Fuchs.

Entre os competidores em Ilhabela está Jorge Zarif, representante brasileiro da Finn na Olimpíada do Rio 2016. O atleta, que faz dupla com Arthur Lopes, lidera com duas vitórias em duas regatas.

Entre os monotipos de oceano, a classe HPE 25 tem o Ginga sobrando. Após as duas vitórias da quinta, a equipe de Breno Chvaicer tem seis pontos de frente sobre o Takra. Na versão 30 pés do HPE, o Phoenix segue com 100% de aproveitamento. A C30 é a mais equilibrada da Semana de Vela de Ilhabela. Do líder Loyal ao quarto colocado Caiçara a diferença é de apenas dois pontos entre eles. Já na J70, o ponteiro Cloud Nine não fez um dia bom e o Viking encostou com um ponto atrás.

Programação da Semana de Vela

De segunda (4) à sábado (9), mais de 100 regatas estão programadas para o Canal de Ilhabela. Durante o período também será definido os vencedores dos campeonatos Brasileiro de IRC e Sul-Americano de ORC.

Em paralelo com o evento esportivo também haverá diariamente uma programação cultural completa com shows musicais, espetáculos culturais, palestras e gastronomia no centro histórico da ilha. No sábado (9), haverá o tradicional desfile das embarcações com a presença do Navio Veleiro “Cisne Branco”, embarcação utilizada no treinamento de formação nas Forças Armadas, a partir de 10h. No mesmo dia, à noite, será realiza a premiação dos campeões.

Fotos Fotop/Divulgação

Os resultados completos estão disponíveis no site oficial do evento: svilhabela.com.br/2016/resultados.

 

Assine a revista NÁUTICA: www.shoppingwww.nautica.com.br