Esse catamarã pode navegar dia e noite sem uma gota de combustível, apesar de ser movido a motor

0
1512

Sem fazer barulho ou queimar uma gota de combustível, esse catamarã, movido a energia solar, é o protótipo da navegação do futuro. Suas baterias serão carregadas durante o dia, graças às células fotoelétricas colocadas sobre a sua capota (ocupando uma área de 58m²), de modo que a energia armazenada possa ser consumida também durante a noite. Com isso, o barco, de 40 pés, desenvolvido pela Azura Marine, de Singapura — poderá navegar eternamente, sem parar para abastecer. O objetivo? Navegar para sempre e revolucionar a navegação.

Não é a primeira vez que um estaleiro aposta no potencial da energia elétrica. No caso da Azura Marine, o pulo do gato está em converter a energia solar com maior eficiência. Lançado no início de maio, o Solar Eclipse faz parte de uma série de catamarãs, batizada Aquamina Yacht, destinada a navegar por muitas milhares de milhas náuticas sem depender de combustíveis fósseis. Um segundo modelo, de 45 pés, também está prestes a ir para água.

LEIA TAMBÉM
>> NÁUTICA Live #2: quais os impactos do COVID-19 no setor de marinas e iates clubes?>> Posso ou não navegar? Autoridades apontam soluções durante NÁUTICA Live
>> Azimut Yachts apresenta versão 2020/2021 de iate de 83 pés

De acordo com a Azura Marine, os dois motores elétricos de bordo precisam apenas de uma pequena troca de rolamento (cerca de US$ 5) após 20 mil horas. De resto, a engenharia não requer manutenção. “Nosso coração e alma estão na navegação puramente movida a energia solar”, disse Simon Turner, gerente de desenvolvimento de negócios do estaleiro, durante o lançamento do catamarã ecológico.

Azura Marine foi fundada em 2012 pelos arquitetos e engenheiros navais Julien Melot e Zhou Xueqian, com o objetivo exclusivo de desenvolver barcos não poluentes. Zhou é professor de hidrodinâmica na Universidade de Harbin, na China, e usou supercomputadores para testar e projetar os cascos do Aquamina 40 para máxima eficiência.

Gostou desse artigo? Clique aqui para assinar o nosso serviço de envio de notícias por WhatsApp e receba mais conteúdos.

Schaefer770