Catamarã EVO33 será alimentado por sistema de propulsão elétrica Oceanvolt

0
720

Os proprietários da Beacon Marine, um fornecedor neo-zelandês de eletrônicos náuticos, estão ajudando a implementar um novo conceito em catamarã no país. Os diretores Cam Harris e Adam Wrightson, junto com o arquiteto naval Dan Leech, projetaram duas versões de uma embarcação multicasco – o modelo de lazer EVO33 e o comercial EVO33c. Ambos são catarmarãs de 33 pés.

As embarcações serão totalmente fabricadas na Nova Zelândia e movidas por um sistema de propulsão elétrica Oceanvolt, da Finlândia. A Beacon recentemente assegurou uma agência exclusiva para distribuição Oceanvolt na Nova Zelândia e nas Ilhas do Pacífico. “O alinhamento com a Oceanvolt foi um grande passo para nós”, afirmou Cam Harris. “Nós projetamos o EVO33 para mostrar as vantagens dos sistemas de propulsões elétricos e como eles podem ser eficientes”.

LEIA TAMBÉM
>>Retomada do mercado náutico movimenta litoral de SC nesta temporada de verão
>>Projeto do maior megaiate particular do mundo prevê cassino e galeria de arte
>>Novo iate de 27 metros da Azimut Yachts será fabricado no Brasil

Os motores de 20kW são leves, silenciosos e têm emissões zero. Funcionam com um sistema de bateria de lítio de 48V DC. Ambos os catamarãs têm bateria de curta duração de 30 Nm e bateria de longo alcance de 60 Nm, com a opção de um extensor de alcance a diesel disponível para todos os sistemas.

“Embarcações elétricas estavam em nossa mente há anos”, diz Harris. “É, sem dúvida, o caminho a seguir. Estando na indústria por tanto tempo e vendo o efeito que a gasolina e o diesel têm no nosso ambiente marinho, sentimos a necessidade de usar nosso conhecimento para mudar o modo de navegar na Nova Zelândia”.

Quer conferir mais conteúdo de NÁUTICA?
A edição deste mês já está disponível nas bancas, no nosso app
e também na Loja Virtual. Baixe agora!
App Revista Náutica
Loja Virtual
Disponível para tablets e smartphones