Casal fica à deriva entre a Ilha do Mel e o Guarujá e é salvo por grupo do litoral paulista

0
864

O casal Juliano Martins e Bruna Reich ficou à deriva após um problema no motor de seu veleiro Al Abordage, na altura de Peruíbe, no litoral de São Paulo, e foi salvo graças à ajuda de um grupo de navegadores da região. Os tripulantes vinham da Ilha do Mel, no Paraná, e tinham como destino a cidade de Guarujá.

Inscreva-se no canal de NÁUTICA no YouTube e ATIVE as notificações

Os dois enfrentaram um mau tempo, e com o mar agitado, um problema surgiu no motor. Sem o sistema de propulsão para continuar a viagem, eles ficaram à deriva no mar. “Foi uma travessia bem turbulenta. Teve infiltração de água, o selo mecânico está estourado, estamos sem motor […]. A pior parte é que está entrando bastante água no barco”, disse Juliano em um dos vídeos gravados enquanto esperavam apoio.

Sem sinal de celular naquela região, eles precisaram esperar e contar com a sorte para que o vento os levasse, com a ajuda das velas do veleiro, a uma área onde conseguissem algum tipo de comunicação. Tempos depois, já mais próximo à costa, o casal conseguiu acionar um grupo de navegadores do litoral paulista pelo WhatsApp e pedir ajuda.

Leia também

» Tradicional estaleiro francês apresenta projeto de catamarã movido a hidrogênio

» Estaleiro espanhol apresenta nova linha de lanchas equipadas com motores de popa

» Conheça o megaiate holandês lançado há anos e visto como um marco até hoje

O grupo, chamado ‘S.O.S. Mayday’, foi criado pelo navegador e empresário santista Herman Junior. Ele contou à TV Tribuna que o grupo é formado por voluntários que velejam nas horas vagas. Assim que recebeu as primeiras mensagens deles, o empresário disse que os chamou pelo rádio para acalmá-los e ver uma forma de ajudar.

“A gente vai acompanhando: como está agora? Me fala a velocidade do vento, me fala a direção. Está tudo bem com o barco? O guincho está funcionando? O reboque está funcionando? E a gente vai fazendo isso até a entrada deles no canal”, explicou o empresário.

Cerca de quatro horas depois, um dos voluntários, que estava mais próximo ao local, conseguiu encontrá-los e rebocar a embarcação, levando-os até o Canal de Santos, para que pudessem atracar. Apesar do susto, o casal passa bem.

Não perca nada! Clique aqui para receber notícias do mundo náutico no seu WhatsApp.

Odin Motores