Breno Chvaicer, do HPE 25 Ginga, conquista uma sequência incrível de títulos em Ilhabela

0
881

Terminada a última regata da Semana Internacional de Vela de Ilhabela 2019, enquanto todas as atenções se concentravam no supercampeão (12 vezes) da competição, Eduardo Souza Ramos (seu Krisna Pajero conquistou o título na ORC A, a classe de maior visibilidade), em outra classe, a HPE 25, o Ginga confirmava sua fama de imbatível.

Comandado pelo paulistano Breno Chvaicer, de 72 anos, o veleiro sagrou-se hexacampeão de sua classe, provando, mais uma vez, que é capaz de velejar e vencer em quaisquer condições de vento e mar. Especialmente em Ilhabela.

Os segredos para chegar na frente? O comandante do barco não hesita em revelar: 1) O quarteto de velejadores conhece muito bem a raia; 2) A tripulação, com exceção do comandante, é toda caiçara: José Vicente Monteiro, Ronyon Silva e Gabriel Silva; 3) O entrosamento da tripulação; os quatro velejam juntos desde 2014.

“Além disso, o que pesou para a nossa vitória foi a regularidade. Ganhamos apenas duas das seis regatas. Mas, em compensação, fizemos três segundos lugares e um terceiro”, avalia o comandante do Ginga, que (fator importante) faz questão de prestigiar o pessoal da ilha. “Eles têm um bom preparo e muito prática. Para se manterem ativos, dei um Snipe para cada um. Com isso, eles podem se manter em forma”, diz.

Quanto ao sua opção pela HPE, ele diz que é uma classe bastante equilibrada, e por isso muito interessante. “A gente pode correr sem se preocupar com rating. Chegou na frente ganhou”, lembra. No caso do Ginga, seis vezes apenas na Semana de Vela de Ilhabela, sendo quatro vitórias seguidas: 2013, 2014, 2016, 2017, 2018 e 2019. Isso é o que se pode chamar de papa-títulos!