Brasileiros da Classe Optimist estão na Europa em busca de medalhas

0
228

O Brasil chega com chances de medalhas aos dois principais torneios internacionais de vela nas próximas semanas. A equipe nacional, formada por atletas de 12 a 15 anos de idade, disputará os campeonatos Europeu e Mundial da Classe Optimist – a porta de entrada da vela, onde campeões olímpicos como Robert Scheidt, Martine Grael e Kahena Kunze iniciaram suas carreiras.

Inscreva-se no canal de NÁUTICA no YouTube e ATIVE as notificações

O Campeonato Europeu acontece de 20 a 27 de junho, em Cadiz, na Espanha. É o segundo evento mais importante da classe Optimist. Em 2019, o Brasil foi vice-campeão com Fernando Menezes. Em 2021, terá um time promissor, formado por quatro velejadores. As maiores chances estão com Arthur Back do Rio de Janeiro, de 12 anos, campeão brasileiro infantil de 2021.

Já o Campeonato Mundial, será realizado de 30 de junho a 10 de julho em Garda, Itália, local onde hoje mora o brasileiro Robert Scheidt, ganhador de 5 medalhas olímpicas. É o torneio mais importante da vela sub-16. O Brasil venceu a competição por equipes na última edição e busca o bicampeonato. Os destaques são Lucas Freitas (atual campeão brasileiro), Alex Kuhl, Eduardo Zeitone e Luiz Felipe Giagio – esses dois últimos campeões brasileiros por equipe.

Leia também

» Semana Internacional de Vela de Ilhabela está confirmada para 2021

» Dupla de velejadores brasileiros chega à última etapa de treinos para as Olimpíadas em Tóquio

» Lanchas elétricas terão campeonato mundial em 2023

Além deles, o time tem Douglas Said, de 14 anos, garoto de origem humilde que teve sua vida transformada pelo esporte. Vindo de uma comunidade carente de Ilhabela, começou a velejar em um projeto social e hoje está na equipe principal do Brasil.

A tradição brasileira na vela já revela sinais de continuidade com atletas como a carioca Gabriela Berlinsky, de 14 anos, 3ª colocada (feminino) no Campeonato Norte-Americano, realizado semana retrasada, com dezenas de representantes de EUA, Canadá, México e outros países.

Além de Gabriela, o fluminense Lucas Freitas, de 13 anos, se destacou semana passada ao levar a medalha de ouro no Torneio de Vilamoura, em Portugal, evento preparatório para os países que participarão do Mundial, mês que vem.

Não perca nada! Clique aqui para receber notícias do mundo náutico no seu WhatsApp.

 

 

Hindy - Rifaina