Brasileiro de Snipe 2020 confirma mais de 30 barcos em Salvador

0
167
Foto: Matias Capizzano

A organização do Campeonato Brasileiro de Snipe 2020 confirmou mais de 30 barcos na competição, que será realizada de 17 a 25 de janeiro, no Yacht Club da Bahia (YCB), em Salvador (BA). O resultado da 71ª edição do nacional será utilizado para a formação da equipe brasileira no Western Hemisphere and Orient Championship 2020, principal evento internacional da classe na temporada.

Recentemente, o País sediou o Mundial de Snipe, com mais de 70 velejadores de 11 países. O evento foi realizado em Ilhabela (SP) no mês de outubro de 2019. As duplas brasileiras somam ao todo 14 títulos mundiais. Os atuais campeões brasileiros são Alexandre Paradeda e Gabriel Kieling. A competição foi disputada na Represa do Guarapiranga, em São Paulo (SP).

O gaúcho Alexandre Paradeda, inclusive, é o maior vencedor da competição com 13 títulos. O Brasileiro de Snipe é realizado desde 1949. ”A categoria é uma das mais disputadas no Brasil, formando nomes como Torben Grael e Lars Grael. O grande número de regatas nacionais, a organização das flotilhas regionais e a competitividade do Snipe são os pilares desse sucesso”, explicou Paola Prada, coordenadora da classe Snipe.

Bicampeões mundiais de Snipe em 2009 e 2013, Bruno Bethlen e Dante Bianchi voltam a formar dupla depois de alguns anos para o Brasileiro 2020. Os dois somam oito títulos nacionais na categoria.

LEIA TAMBÉM

>>Inovações em design impulsionam a performance de embarcações Azimut-Benetti
>>A época do ano mais gostosa para navegar também é a que exige atenção redobrada
>>Estaleiro britânico revela primeiras imagens do novo Predator 60 EVO

Após o mundial de Ilhabela (SP), as equipes têm novas formações e objetivos para a temporada da vela, que só está começando. Um dos exemplos é troca da tripulação Campeã Mundial Jr. de 2019. O proeiro Leonardo Motta mudou de parceiro e estará nas águas da Bahia com Felipe Rondina. Já o timoneiro Gustavo Abdulklash não confirmou sua dupla. ”Espero um campeonato brasileiro com boas condições de velejo na Baía de Todos-os-Santos e me divertir, acima de tudo”, disse Leonardo Motta.

O baiano Mateus Tavares, campeão mundial de Snipe em 2015, estará na disputa do Brasileiro 2020 ao lado de Flávio Castro. O timoneiro ficou em sexto em Ilhabela (SP) e de lá pra cá ficou fora das regatas. ”Será meu retorno à classe após o Mundial do ano passado. Vamos tentar fazer o melhor possível e se divertir. Mesmo não estando ativo na classe, vamos tentar chegar nas cabeças”, contou Mateus Tavares.

Bronze no Pan de Lima 2019, os baianos Juliana Duque e Rafael Martins estão confirmados na disputa ’em casa’. Conhecer a raia da Baía de Todos-os-Santos pode favorecer os velejadores do YCB.

Outro destaque será a dupla formada pelos adolescentes Ellion Santana e Leonardo Prada Lorenzi. ”Queremos aproveitar o máximo de experiência que vamos adquirir tanto na Baía de Todos-os-Santos participando das regatas, assim também, em terra (no clube) com outras pessoas do Brasil que vão estar lá, trocar experiências, falar sobre regatas, e o mais legal de tudo não deixando de lado o velejo”, disse Leonardo Prada Lorenzi.

Receba notícias de NÁUTICA no WhatsApp. Inscreva-se!

Quer conferir mais conteúdo de NÁUTICA?
A nova edição já está disponível nas bancas, no nosso app e também na Loja Virtual. Baixe agora!
App Revista Náutica
Loja Virtual
Disponível para tablets e smartphones

Para compartilhar esse conteúdo, por favor use o link da reportagem ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos e vídeos de NÁUTICA estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem nossa autorização (redacao@nautica.com.br). As regras têm como objetivo proteger o investimento que NÁUTICA faz na qualidade de seu jornalismo.