Brasil é campeão de vela nas classes 470 feminina e na Finn em Gênova

0
1247
Foto: Jesus Renedo

A vela brasileira comemorou o Domingo de Páscoa (21) do jeito que mais gosta: no topo do pódio. Com duas medalhas de ouro, o Brasil fechou da melhor forma possível o último dia da etapa de Gênova da Copa do Mundo da World Sailing (Federação Internacional de Vela). Fernanda Oliveira e Ana Luiza Barbachan já tinham garantido o título de véspera na classe 470 feminina e encerraram a campanha com um terceiro lugar na regata final. Neste domingo, Jorge Zarif venceu o duelo particular contra o espanhol Alex Muscat na prova decisiva e foi campeão da Finn.

O Brasil subiu no pódio nas três etapas disputadas até aqui na temporada 2018/2019 da Copa do Mundo: Enoshima (Japão), Miami (Estados Unidos) e Gênova (Itália). No total, são quatro medalhas de ouro, uma de prata e uma de bronze. “Foi uma semana de pouco vento. Testamos vários ajustes diferentes no mastro, no barco, nas velas. Foi um treino muito bom para o Campeonato Europeu, daqui a duas semanas, em Atenas, que será mais uma chance de classificar o país para os Jogos Olímpicos”, afirmou Zarif em entrevista ainda na água para a equipe da World Sailing.

Campeão mundial da Finn em 2013 e atual campeão mundial da tradicional classe Star, Zarif entrou na regata da medalha em segundo lugar, mas apenas dois pontos atrás de Alex Muscat. Assim, quem chegasse na frente na prova decisiva levaria o ouro. O espanhol cometeu um erro no fim da primeira perna, e Jorginho soube velejar de forma segura até terminar em sexto lugar, garantindo o título. O brasileiro acabou com 30 pontos perdidos contra 34 do adversário. “Foi uma diferença pequena. Não larguei tão bem, mas o ponto mais importante da regata foi na primeira boia. Eu tinha ficado um pouco para trás, mas o espanhol tentou forçar a passagem no meio dos barcos e sofreu duas penalidades por causa disso. A partir daí, passei a controlar ele e manter a vantagem”, explicou Zarif.

LEIA TAMBÉM
>>Grupo Ferretti apresenta resultados financeiros de 2018
>>Ventura V300: proa aberta ou fechada? Qual você prefere?
>>Sessa Day Sunset agita Angra dos Reis no próximo fim de semana

Na 470 feminina, a medalhista olímpica Fernanda Oliveira pôde velejar tranquila  neste domingo ao lado da parceira Ana Luiza Barbachan. A dupla já tinha garantido o ouro com um desempenho brilhante na fase de classificação. As brasileiras terminaram a regata final em terceiro lugar, encerrando a campanha com 14 pontos perdidos, bem à frente das chinesas Mengxi Wei e Hayian Gao (45 p.p.), que ficaram com a prata. “Para nós, foi uma semana incrível. Conseguimos velejar bem, mesmo em condições difíceis. Estamos muito felizes com o resultado”, disse Fernanda, em entrevista ainda no barco.

Esta foi a primeira vez que Gênova recebeu o circuito da World Sailing, com 676 velejadores inscritos, de 58 países. Foi a terceira etapa da Copa do Mundo 2018/2019. Confira abaixo os pódios do Brasil até agora nesta temporada: 

Etapa de Enoshima (Japão), setembro de 2018

 

Ouro. Martine Grael e Kahena Kunze (49er FX)

 

Etapa de Miami (EUA), janeiro de 2019

 

Ouro. Martine Grael e Kahena Kunze (49er FX)

 

Prata. Samuel Albrecht e Gabriela Nicolino (Nacra 17)

 

Bronze. Fernanda Oliveira e Ana Luiza Barbachan (470 feminina)

 

Etapa de Gênova (Itália), abril de 2019

 

Ouro. Fernanda Oliveira e Ana Barbachan (470 feminina)

 

Ouro. Jorge Zarif (Finn)

Receba notícias de NÁUTICA no WhatsApp. Inscreva-se!

Quer conferir mais conteúdo de NÁUTICA?
A edição deste mês já está disponível nas bancas, no nosso app
e também na Loja Virtual. Baixe agora!
App Revista Náutica
Loja Virtual
Disponível para tablets e smartphones