De olho em um público seleto, o Bradesco Private Bank mostrou seus novos produtos no São Paulo Boat Show

0
567

Quem deseja valorizar o patrimônio quer acesso a aplicações que garantam ganhos maiores do que os oferecidos pelo popular combo poupança e renda fixa. É aí que entra o Private Bank, o braço do Bradesco voltado a clientes de alta renda (e que tenham ao menos R$ 3 milhões em investimentos no banco), com serviços bancários personalizados. Não por acaso, o Bradesco Private Bank, patrocinador máster do São Paulo Boat Show, marcou presença no Espaço dos Desejos, dedicado ao mercado de luxo.

Além disso, o banco apresentou o Leasing como forma de financiamento, na compra de um barco, com taxas competitivas e prazos longos para o pagamento das parcelas. “Para a Pessoa Jurídica, há uma grande vantagem nesse tipo de operação: não há cobrança de IOF, Imposto sobre Operações Financeiras, que é de 1,5% ao ano. Se o barco custa R$ 1 milhão, por exemplo, isso representa R$ 15 mil de economia por ano”, explica José Ramos Rocha Neto, diretor executivo do Bradesco.

Quem é private não tem gerente de conta, tem banker, um profissional de confiança que além de zelar pelos investimentos avalia regularmente as condições financeiras e os passos a serem dados pela empresa do cliente. Para investir, esses clientes têm uma gama de produtos impensável para um simples mortal. A depender do perfil, a indicação pode ser uma aplicação em título público e, em outros casos, a sugestão pode envolver derivativos atrelados a uma cesta de moeda estrangeira. Quanto maior a quantia investida, maior será o acesso a produtos mais sofisticados, o que inclui fundos exclusivos.

De olho nesse grupo seleto de clientes, o Bradesco — que no varejo tem 44 mil pontos de atendimento e 55 milhões de clientes, sendo 24 milhões de correntistas — está em processo de ampliação da estrutura de seu private banking. Para isso comprou, recentemente, o BAC Florida, líder no segmento de crédito imobiliário para clientes de alta renda na Flórida (e com clientes em 49 estados norte-americanos). Com essa aquisição, será possível a um cliente brasileiro endinheirado abrir e operar uma conta corrente nos Estados Unidos a partir de seu celular, no Brasil. Além disso, o banco mantém escritórios em Luxemburgo, Nova Iorque e Cayman, através dos quais oferece apoio e atendimento completo a seus clientes com acesso a soluções globais.

O maior salão náutico indoor da América Latina chegou em sua 22ª edição em 2019, reunindo os principais lançamentos e destaques do setor em um só lugar. Iates, lanchas, veleiros, jets, motores, equipamentos, acessórios e muito mais que o público pôde acompanhar entre os dias 19 e 24 de setembro, no São Paulo Expo.

Como já é tradição, o Espaço dos Desejos trouxe os lançamentos dos produtos mais cobiçados do mercado de luxo, de relógio a helicóptero. No pavilhão Destinos Náuticos, os visitantes puderam conhecer lugares paradisíacos e participar de um bate papo com velejadores sobre suas viagens incríveis. Por mais um ano, o PADI Dive Festival aconteceu simultaneamente ao São Paulo Boat Show, apresentando produtos, serviços, palestras e atrações voltadas para o mergulho. O São Paulo Boat Show trouxe, ainda, a mostra Tesouros Náuticos, com cerca de 20 barcos clássicos, entre lanchas e veleiros, para o público conhecer e se encantar. O São Paulo Boat Show 2019 teve organização Boat Show Eventos, patrocínio Bradesco Private Bank, co patrocínio Metalu Brasil, e com apoio da Revista Náutica e da Acobar.

Receba notícias de NÁUTICA no WhatsApp. Inscreva-se!

Quer conferir mais conteúdo de NÁUTICA?
A nova edição já está disponível nas bancas, no nosso app e também na Loja Virtual. Baixe agora!
App Revista Náutica
Loja Virtual
Disponível para tablets e smartphones

Para compartilhar esse conteúdo, por favor use o link da reportagem ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos e vídeos de NÁUTICA estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem nossa autorização (redacao@nautica.com.br). As regras têm como objetivo proteger o investimento que NÁUTICA faz na qualidade de seu jornalismo.