Arqueólogos encontram barcos usados em rituais funerários vikings

0
485

Em um antigo assentamento viking em Vinjeora, na Noruega, arqueólogos encontraram dois barcos soterrados. Ao examinar as embarcações, a surpresa: elas eram usadas em rituais funerários e enterradas junto com os mortos. A descoberta só foi possível graças a um georadar (radar de penetração no solo) de alta resolução.

Pouco que se sabe sobre os necrotérios vikings. Uma das poucas certezas era que as pessoas eram veladas em barcos. Agora, descobriu-se que algumas poderiam também ser enterradas junto com as embarcações. A revelação aponta uma diversidade nas práticas funerárias vikings.

LEIA TAMBÉM
>> Do mentor do Google a brasileiros: por que os barcos tornaram-se refúgio seguro durante a quarentena
>> História do mar: o primeiro homem a dar a volta ao mundo velejando por uma rota duríssima
>> Revolução náutica: conheça a lancha que une motor elétrico e hidrofólios para “voar” na água

Segundo os arqueólogos do Instituto Norueguês de Pesquisa do Patrimônio Cultural, as embarcações estavam enterradas uma abaixo do outra e ambas tinham entre 10 e 15 metros. Em uma delas, os arqueólogos identificaram um homem que teria morrido no século 8. Logo acima dele, uma mulher foi enterrada com artefatos raros, como um broche dourado em forma de cruz. Para Raymond Sauvage, da Universidade Norueguesa, os dois foram enterrados juntos porque tinham algum grau de parentesco.

Ao mesmo tempo, outros dois navios vikings foram encontrados em Uppsala, na Suécia. Em uma das embarcações, que estava muito bem preservada, o homem foi sepultado junto de um cavalo e de um cachorro. De acordo com os arqueólogos, era comum que homens e mulheres vikings fossem enterrados dessa forma.

Gostou desse artigo? Clique aqui para assinar o nosso serviço de envio de notícias por WhatsApp e receba mais conteúdos.

Schaefer770