Baleia jubarte é flagrada em Ilhabela antes do período esperado e anima especialistas

0
388
Foto: Julio Cardoso

Pesquisadores avistaram uma baleia jubarte no último dia 12, em Ilhabela, litoral norte de São Paulo. Esse é o segundo avistamento de uma baleia jubarte desde o fim de abril, o que animou especialistas que monitoram a presença de animais marinhos no litoral norte. Normalmente, esse tipo de mamífero é visto apenas a partir de junho, quando fazem a migração.

O registro, feito pelo Projeto Baleia à Vista, foi de uma baleia juvenil. Os pesquisadores conseguiram monitorá-la por cerca de quatro horas. Durante o período, a jubarte fez muitos saltos, batidas de cauda, batidas de nadadeira peitoral e chegou bem perto da costeira.

Segundo Julio Cardoso, fundador do projeto, as baleias jubarte costumam passar pela região em junho, quando estão vindo do sul e migrando para o norte. “Normalmente, quando se apressam, chegam no meio de maio. O normal mesmo é meio de junho e o grupo segue até agosto. Leva tempo para que todos passem. Por ser uma baleia juvenil, pode ser que esteja bem a frente do grupo, desbravando. É muito interessante ver como elas se comportam”, disse.

LEIA TAMBÉM
>> NÁUTICA Live #2: quais os impactos do COVID-19 no setor de marinas e iates clubes?>> Posso ou não navegar? Autoridades apontam soluções durante NÁUTICA Live
>> Azimut Yachts apresenta versão 2020/2021 de iate de 83 pés

A notícia anima quem acompanha a vida marinha não só pelo período precoce, mas também pelo indicativo de que mais baleias jubarte devem aparecer no litoral norte neste período de migração. De acordo com Julio Cardoso, a população das baleias jubarte está crescendo nos últimos anos. No ano passado, só em Ilhabela, foi registrada a passagem de 350 animais desta espécie.

“Nos últimos cinco anos, aumentou muito os registros que a gente tem. Aumentou a população de jubartes. Quando foi proibida a caça, a estimativa era que tinham sobrado duas mil jubartes no Atlântico Sul. A estimativa é que aumentou 10 vezes. Como está havendo expansão, estão buscando novas áreas. Ano passado, registramos 350 jubartes. Eu fiz fotos de 100”, afirmou.

A possibilidade de avistar baleias e outras criaturas marinhas é uma das principais atrações neste período do ano para quem passeia de barco em Ilhabela. No entanto, o especialista reforça para que seja mantida uma distância segura, de pelo menos 100 metros, do mamífero, que não é agressivo, a não ser que se sinta ameaçado.

Gostou desse artigo? Clique aqui para assinar o nosso serviço de envio de notícias por WhatsApp e receba mais conteúdos.

PUB Marine Express - 02/07/2020