Governo do Reino Unido libera esportes aquáticos e navegação na Inglaterra

0
328

Atualmente, todas as formas de esportes aquáticos na Inglaterra, incluindo o uso de embarcações motorizadas de propriedade privada, estão autorizadas a prosseguir. Isso contrasta fortemente com as administrações da Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte, onde as marinas foram obrigadas a permanecer fechadas.

Em orientação emitida para a Inglaterra nesta manhã, o governo do Reino Unido confirmou que estão autorizadas “todas as formas de esportes aquáticos praticadas em cursos de água abertos, incluindo vela, windsurf, canoagem, remo, caiaque, surf, paddle e uso de embarcações motorizadas de propriedade privada (de acordo com as orientações emitidas pela autoridade de navegação relevante)”.

A notícia segue a publicação, no início desta semana, da estratégia de recuperação Covid-19 do governo do Reino Unido para a Inglaterra, que fornece informações importantes sobre o que a população pode fazer fora de casa.

A notícia foi recebida pela associação comercial britânica British Marine, cujos mais de 1 600 membros são provenientes das indústrias de lazer, superiate e pequenas indústrias marinhas comerciais do Reino Unido.

Embora as restrições às atividades ao ar livre tenham sido flexibilizadas, a British Marine diz que muitas das instalações de seus membros não tiveram tempo para implementar as medidas estabelecidas pelo governo para gerenciar com segurança o retorno dos serviços.

LEIA TAMBÉM
>> NÁUTICA Live #2: quais os impactos do COVID-19 no setor de marinas e iates clubes?>> Posso ou não navegar? Autoridades apontam soluções durante NÁUTICA Live
>> Azimut Yachts apresenta versão 2020/2021 de iate de 83 pés

A British Marine está, portanto, pedindo a todos os proprietários de barcos que considerem o seguinte antes de planejar sair de barco:

  • Planeje com antecedência – garanta a segurança das pessoas ao seu redor e tente evitar áreas que possam atrair muitas pessoas;

  • Esteja ciente de que muitas instalações ainda não podem abrir e isso pode afetar serviços como estações de combustível e de bombeamento;

  • Use seu barco somente se você puder aplicar o distanciamento social o tempo todo, inclusive ao atraca-lo, a uma distância segura de outras pessoas;

  • Viaje apenas com membros da sua família, se ninguém no grupo estiver com sintomas da COVID-19;

  • Você só pode encontrar pessoas que não estão em sua casa se aplicar o distanciamento social. Você não deve encontrar mais de uma pessoa fora de sua casa;

  • Esteja ciente do impacto nos serviços de emergência se tiver dificuldades. Pense em que ação você tomará se o seu barco quebrar – os serviços de manutenção podem não estar funcionando;

  • Aplique todas as precauções normais de segurança e sempre use um colete salva-vidas quando estiver no convés;

  • Bares e restaurantes não podem abrir normalmente – embora alguns possam oferecer serviços de retirada. Verifique com as empresas que deseja visitar antes de sair de casa;

  • Seja atencioso com os moradores locais, que podem estar nervosos com os riscos do aumento do número de pessoas na área.

Deve-se notar também que o governo não permite que a população deixe suas casas para “ficar em outra casa por um feriado ou outro fim”. Isso sugere que passar a noite em um barco não deve acontecer.

A British Marine entende que as autoridades de navegação interior e as autoridades portuárias também terão que considerar as orientações mais recentes do governo em relação a quais atividades serão permitidas em todas as partes do Reino Unido e como elas próprias retornarão à operação.

Gostou desse artigo? Clique aqui para assinar o nosso serviço de envio de notícias por WhatsApp e receba mais conteúdos.

Teste Ventura V195 Crossover – 19/03/2020