A época do ano mais gostosa para navegar também é a que exige atenção redobrada. Entenda

0
2452
Foto: Alberto Sodré

Prevenir nunca é demais. Abusar do protetor solar, ter um boné de preferência com aba nas costas, um bom óculos de sol e tomar muita água são itens básicos em qualquer passeio de barco. Mas a vida do navegador responsável pela condução de um barco não se resume a isso. Com o barco devidamente preparado antes da temporada de verão, o momento agora é de curtir os prazerosos momentos de navegação com a família e com os amigos, mas com muita segurança. Se lembra das regras básicas de navegação, aquelas que determinam quem tem preferência de passagem, o significado das cores das boias e balizas de marcação, os códigos dos apitos das embarcações profissionais nos portos e as luzes de identificação dos barcos? Sim, a leitura do RIPEAM, publicação que reúne tudo isto, deve ser feita com certa frequência, porque costumamos esquecer de algumas regras básicas para os barcos.

Lembre-se também de respeitar o limite de proteção das praias, navegando fora da área dos banhistas e, quando tiver que se aproximar da orla, faça em velocidade reduzida e nas áreas delimitadas, que geralmente são as partes mais calmas das praias. Se for esquiar, sempre deixe mais alguém no barco para ficar de olho exclusivamente no esquiador, que deve estar com colete salva-vidas ou roupas de neoprene, para garantir sua flutuabilidade após um tombo na água, por exemplo. E se encontrar com uma lancha puxando esquiador ou mesmo rebocando pessoas num inflável tipo banana boat dê preferência. A manobra de ambos é sempre mais difícil que a sua. Veleiros, caiaques e pranchas têm preferência de passagem. Se for navegar de jet, o que é bem gostoso nas águas quentes do verão, fique atento com a velocidade ao cruzar marolas de barcos maiores, para evitar tombos.

LEIA TAMBÉM

Para todo barco a motor é obrigatório portar a habilitação marítima, o Título de Inscrição da Embarcação (TIE), o BSADE e o Seguro Obrigatório (este, renovado todo ano). Ter a bordo o material de salvatagem exigido pela Marinha e manter o barco em boas condições de uso são obrigações de quem estiver do comandante. Antes de qualquer passeio, verifique sempre se o bujão foi fechado, já que um barco pode afundar se o porão alagar. Nunca saia com combustível contado. Imprevistos podem acontecer, como ter de mudar a rota durante um mau tempo — navegando com o vento de proa, o consumo de combustível tende a aumentar. Com os sites especializados em meteorologia, como os do CPTEC, Windguru e Surfguru, consultar as condições do tempo ficou fácil e preciso. Hoje, é possível até consultar no celular a Tábua de Marés, informação fundamental para quem precisa passar por lugares rasos para entrar e sair da marina.

Se possuir lancha, principalmente se for de médio ou de grande porte, muito cuidado com as marolas passando próximo de barcos pequenos. Canoas de pescadores ou botes de alumínio podem afundar se forem atingidos por ondas provocadas pelo deslocamento de um barco grande. No verão é muito comum ser atingido pelas tradicionais tempestades no fim da tarde. Os ventos decorrentes destas mudanças bruscas de tempo costumam ser muito fortes. Ás vezes, passa dos 40 nós. Porém, geralmente não duram mais que 30 minutos. O melhor é esperar ancorado e com o motor ligado do que enfrentar a tempestade na volta para a marina. Nesta condição a visibilidade costuma ficar ruim e muitas vezes não se enxerga nada, o que é mais um motivo para esperar o mau tempo antes de encarar a água na volta. Raios são muito comuns nas curtas tempestades de verão. Evite tocar em qualquer objeto metálico a bordo e também não use o rádio vhf, exceto em emergência. Com muita atenção, o passeio fica mais seguro e prazeroso. Vamos aproveitar o verão!

Receba notícias de NÁUTICA no WhatsApp. Inscreva-se!

Quer conferir mais conteúdo de NÁUTICA?
A nova edição já está disponível nas bancas, no nosso app e também na Loja Virtual. Baixe agora!
App Revista Náutica
Loja Virtual
Disponível para tablets e smartphones

Para compartilhar esse conteúdo, por favor use o link da reportagem ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos e vídeos de NÁUTICA estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem nossa autorização (redacao@nautica.com.br). As regras têm como objetivo proteger o investimento que NÁUTICA faz na qualidade de seu jornalismo.