Aquece

0
965

Terminou neste sábado (9), na Marina da Glória, o Aquece Rio International Sailing Regatta, primeiro evento-teste para as Olimpíadas Rio 2016. Foram sete dias de competições para as dez classes olímpicas. O Brasil obteve bons resultados, com sete barcos entre os top 10. O melhor resultado foi de Martine Grael e Kahena Kunze na classe 49er FX. A dupla líder do ranking mundial subiu mais uma vez no lugar mais alto do pódio.

Neste sábado foram realizadas as últimas medal races das classes Laser Radial, Laser Standard, 470 masculino e feminino. O Brasil esteve na água com Robert Scheidt, na Standard, e com Renata Decnop e Isabel Swan e Fernanda Oliveira e Ana Barbachan na 470.

A primeira medal race do dia foi a do Laser Standard. Robert Scheidt começou bem, porém foi penalizado e acabou a regata na oitava colocação. O resultado o deixou em quarto lugar, a 3,2 pontos do terceiro. O campeão do Aquece Rio foi o australiano Tom Burton.

“Pra mim foi um campeonato de altos e baixos, os primeiros dias foram um pouco irregulares, depois consegui melhorar. Hoje eu tive um bom início de prova, mas cometi um erro grande no primeiro popa que me colocou em uma situação bem difícil na regata. Eu consegui me recuperar, mas acabei na quarta colocação geral. Fiquei um pouco decepcionado, mas tiro boas lições da competição”, disse Robert.

Na medal race de 470, o Brasil esteve representado por duas duplas: Renata Decnop/Isabel Swan e Fernanda Oliveira/Ana Barbachan. Com ventinho bastante fraco, as gaúchas Fernanda e Ana acabaram na segunda colocação, enquanto Renata e Isabel foram penalizadas na largada e acabaram em oitavo.

O Brasil não teve representantes nas medal races de Laser Radial e 470 masculino.

Foto: Fred Hoffmann

 

Curta a revista Náutica no Facebook e fique por dentro de tudo que acontece no mundo náutico.