Irlanda permite acesso às marinas após dois meses de bloqueio

0
351

A partir desta segunda, os proprietários de barcos irlandeses poderão visitar seus barcos para realizar verificações de manutenção e segurança após um bloqueio de dois meses causado pela pandemia da Covid-19. O acesso é permitido levando em conta as regras de distanciamento social.

A Irlanda possui cerca de 4 200 vagas localizadas em cerca de 60 marinas em todo o país. Essas instalações são responsáveis ​​por mais de 1 500 empregos em período integral, de acordo com o Tourism Development International. O alívio das restrições de bloqueio significa que os clientes poderão acessar suas embarcações, mas qualquer pessoa que esteja a mais de 5 km de seus barcos não poderá viajar neste momento.

LEIA TAMBÉM
>> NÁUTICA Live #2: quais os impactos do COVID-19 no setor de marinas e iates clubes?>> Posso ou não navegar? Autoridades apontam soluções durante NÁUTICA Live
>> Azimut Yachts apresenta versão 2020/2021 de iate de 83 pés

Paul Janson, presidente da Federação Irlandesa da Marinha (FMI), comentou que os operadores de marina da Irlanda fizeram grandes esforços nos bastidores para se preparar para a Fase 1 do alívio do bloqueio. Isso incluiu o trabalho com o ICOMIA para fornecer diretrizes às marinas irlandesas.

“A pandemia não terminou. Estamos apenas no início da primeira fase de redução das restrições e todos precisamos agir de maneira responsável e segura e promover os melhores aspectos da vida náutica”, disse Janson, que está intimamente envolvido nessas ações, pois é gerente geral da maior marina do país, localizada em Dun Laoghaire, perto de Dublin.

Gostou desse artigo? Clique aqui para assinar o nosso serviço de envio de notícias por WhatsApp e receba mais conteúdos.

Schaefer770