Saiba oito curiosidades sobre o canal de Bertioga, no litoral de São Paulo

0
17648

NÁUTICA listou algumas curiosidades do Canal de Bertioga, que cruza o Guarujá, no litoral de São Paulo. Confira:

Passeio rápido
Ao contrário do que se pensa, o canal de Bertioga é curto: são pouco mais de 13 milhas náuticas que podem ser vencidas em cerca de uma hora de navegação. Mas em alguns pontos ele é bem largo — chegando a 200 metros de uma margem à outra.

Trecho traiçoeiro
O largo Candinho é o trecho mais traiçoeiro do canal. O motivo é a pouca profundidade, principalmente nas margens. O ideal para passar por esse trecho é mirar duas boias — uma verde e uma vermelha, bem no meio do canal, e atravessar entre elas.

É bom conferir
As cartas náuticas eletrônicas da região são pouco confiáveis e costumam mostrar marcações que beiram o absurdo. Para se ter uma ideia elas chegam a mostrar porções de terra firme como trechos de água navegáveis.

Meio doce, meio salgada
Suas as águas são salobras por causa da invasão do mar pelos dois lados: Santos e Bertioga. A água doce vem de riachos que desaguam no canal e corre entre manguezais bem preservados.

Crédito ao vizinho
Apesar de banhar toda a cidade do Guarujá pelo lado oposto ao do mar, o canal leva o nome da cidade vizinha, por um motivo: Bertioga é considerada o início do litoral norte e é onde ele desagua.

Tem um rio no meio
O canal emenda com as águas do rio Itapanhaú, que vem da serra e passa por baixo da ponte da Rio-Santos. O rio tem um bom trecho de água navegável, depois ele estreita demais, e tem algumas marinas onde se pode pernoitar.

O segredo da Barra
A barra do canal é tranquila e praticamente à prova de arrebentações nas ondulações a não ser em condições extremas de mau tempo. Mas é preciso ter atenção
para entrar e sair.

Comer bem
O canal é conhecido pelas belas paisagens, mansões à beira d’água, muitas marinas e restaurantes que ficam à beira das margens, como o Dalmo, uma espécie de símbolo do canal, onde existe até um heliponto, para quem quiser chegar pelo ar e não pela água.

Teste FS 290