21 dicas para tornar seu barco mais seguro para o verão

0
2018
Foto: Shutterstock

Siga nosso TWITTER e veja a série Dicas Náuticas diariamente.

O verão está chegando e, com ele, o aumento de embarcações nas águas brasileiras. Pensando nisso, o Fórum Náutico Paulista reuniu 21 dicas de como tornar seu barco mais seguro. Confira:

Revisão dos motores, geradores e maquinário

Seguir à risca a determinação do fabricante, lembrando que, para cada equipamento, há normas específicas em relação ao período das revisões, por número de horas ou meses, sempre o que ocorrer primeiro. É aconselhável ter esses registros no diário de bordo.

Revisão no sistema elétrico

Tal como ocorre nos motores, é importante que um eletricista náutico revise toda instalação elétrica do barco, no mínimo, uma vez por ano. Além do cabeamento elétrico, deve ser verificado o funcionamento de todos os equipamentos eletrônicos, como: rádio VHF, luzes de navegação e luzes internas da embarcação. É aconselhável ter esses registros no diário de bordo.

Revisão no sistema hidráulico

Verificar as condições dos registros (válvulas) abaixo da linha d´água, reaperto de todas abraçadeiras de aço inox, condição das mangueiras de combustível e água e limpeza anual do(s) tanque(s) de óleo diesel. Inspecionar e testar, sempre antes da saída, todas bombas de porão, com os respectivos dispositivos automáticos de acionamento. É aconselhável ter esses registros no diário de bordo.

Medidas para evitar incêndios

1. Não deixar o barco conectado ao cais se não houver um
responsável a bordo;

2. Manter o carregador de baterias em local bem ventilado;

3. Fixar bem as baterias para não se soltarem com o balanço do
barco;

4. Nunca cobrir as baterias com caixas sem ventilação, devido à
emissão de gases inflamáveis durante a fase de carregamento;

5. Fixar todo o cabeamento elétrico com prendedores espaçados no
máximo a cada 25 centímetros;

6. Prensar, e nunca soldar, os terminais dos cabos das baterias;

7. Utilizar cabos elétricos e conexões certificados para uso aquático;

8. Usar proteção nos pontos de passagem do cabeamento elétrico
nas anteparas, para evitar curto-circuito;

9. Utilizar dispositivos de corte de energia junto às churrasqueiras

10. Usar exaustores no compartimento dos motores;

11. Usar detector de gases inflamáveis no compartimento dos
motores em lanchas com propulsores a gasolina;

12. Ter dispositivos mecânicos ou automáticos para detonação dos
extintores no compartimento dos motores;

13. No compartimento de motores, em barcos acima de 15 metros (50
pés), usar câmeras com imagens exibidas no posto de comando;

14. Sempre verificar o sistema de combustível a bordo após o
abastecimento, no caso de lanchas com motorização a gasolina;

15. Instalar um quadro de fusíveis ou disjuntores específicos para as
bombas de porão;

16. Para barcos com fogão a gás, recomenda-se ter dispositivo cortachamas e válvula acoplada ao sistema detector de gás;

17. O proprietário assume a responsabilidade por qualquer
modificação na estrutura, motorização e equipamentos do barco,
caso esses serviços não sejam feitos pelo estaleiro ou fabricante
dos motores;

18. As chaves gerais de corte da energia elétrica devem ser as
especificadas para uso naval.

Gostou desse artigo? Clique aqui para assinar o nosso serviço de envio de notícias por WhatsApp e receba mais conteúdos.

Teste Intermarine 62 YT - 19/06/2020