Torben Grael está entre os vencedores do Campeonato Paulista de Vela de Oceano em Ubatuba

0
744

Siga nosso TWITTER e veja a série Dicas Náuticas diariamente.

Foram definidos os campeões paulistas da Vela de Oceano – 11ª edição do Ubatuba Sailing Festival, realizado pelo Ubatuba Iate Clube, na cidade de Ubatuba, litoral norte de São Paulo. Foi o segundo evento do calendário da Vela de Oceano da ABVO (Associação Brasileira de Vela de Oceano) após a quarentena.

A competição, que vem se tornando uma das principais do calendário nacional, foi o Campeonato Paulista de Vela de Oceano nas categorias IRC e BRA-RGS e contou com quatro regatas nos três dias de competição, uma regata longa de percurso de 30 milhas no primeiro dia e nos demais regatas barla-sota.

Na classe RGS-A, o barco Lady Lou, comandado por Torben Grael, bicampeão Olímpico na classe Star em Atenas, na Grécia, em 2004, e Atlanta 1996, foi o vencedor, ganhando todas as quatro regatas. O barco Zeus ficou em segundo apenas um ponto a frente do barco Kamua. “Apesar de ter um nome festivo, tem uma dificuldade no velejar porque é um local de ventos normalmente fracos e uma área com ondas. Não é a toa que temos aqui a ilha do Mar Virado. A gente tem muitos barcos de cruzeiro, como o meu, e a receptividade do clube com os participantes torna o evento muito agradável”, disse Torben.

Na classe IRC, a conquista ficou com o barco santista Rudá, comandado por Mario Martinez, que também fez um campeonato impecável vencendo todas as quatro regatas, deixando o King em segundo, com três segundos lugares, e o Avohai, novo barco comandado por Lars Grael – do Rio Yacht Sailing de Niterói (RJ) e Iate Clube do Rio de Janeiro -, fechando o pódio. “Muito bom conquistar o título paulista de Vela de Oceano. Evento importante todos os dias de vento fraco, condição boa para o meu barco, deu tudo certo. foi bom, mais um evento de retorno, presença muito boa de barco diante de uma pandemia. E agora vamos com tudo para a 70ª Santos-Rio em outubro”, descreveu Mário.

“O Ubatuba Sailing Festival começou pequeno, mas é um evento que vem ganhando espaço na Vela de Oceano Nacional e está gerando uma reputação muito positiva para o Ubatuba Iate Clube que nos recebe muito bem. É de fato um prazer estar aqui velejando com estas equipes”, descreveu Lars Grael, que venceu suas medalhas olímpicas em 1988 em Seul e 1996 em Atlanta, ambas na classe Tornado.

Na classe RGS-B, o título ficou com o barco santista Fugaz SP, de Fernando Filoni, com o Escapada em segundo lugar e o Mahalo, em terceiro.

“O Ubatuba Sailing Festival foi uma regata muito importante para o nosso clube. Não foi fácil organizá-la, mas ao final do evento tenho a sensação que saíram todo felizes. Tivemos regatas de nível técnico muito bom, espero que tenhamos conseguido contemplar e satisfazer todas as classes”, disse Alex Calabria, diretor adjunto de vela do Ubatuba Iate Clube e organizador do evento.

O evento teve mais um teste do sistema de rastreamento montado pelo comandante Bayard Filho, do Inaê 40 em parceria com a ABVO para monitoramento dos veleiros ao longo das regatas através do aplicativo RaceQS. Foram cerca de quarenta barcos na raia dos estados de São Paulo e Rio de Janeiro e veleiros de Niterói (RJ), Angra dos Reis (RJ), Rio de Janeiro (RJ), Paraty (RJ), Ilhabela (SP), Santos (SP), Guarujá (SP) e Ubatuba (SP). O evento homenageou Torben Grael por seus feitos na vela nacional e também o barco Brasil 1 que disputou a Volvo Ocean Race com os troféus no formato do veleiro.

Fotos: Aline Bassi/Balaio de Ideias

Leia também

» Conheça o mini barco da Marinha dos EUA que possui o tamanho de um carro

» Tour virtual: como será o São Paulo Boat Show 2020?

» Porto do Recife será “casa” de novo laboratório flutuante nos próximos cinco anos

Resultados Finais:

Classe IRC

1 – Rudá/Blue Seal (Clube Internacional de Regatas,Santos) – 3 pontos

2 – King (Iate Clube de Santos) – 6 pontos

3 – Avohai (Rio Yacht Sailing, Niterói, e Iate Clube do Rio de Janeiro) – 10 pontos

4 – Asbar IV ( Iate Clube de Santos) – 12 pontos

5 – Xamã (Yacht Clube Ilhabela) – 14

6 – Bravo (Clube Internacional de Regatas) 15

7 – Inaê 40 (Pier 27 , Santos) – 17

8 – Argos (Ubatuba Iate Clube) 21

9 – Aries V  (Ubatuba Iate Clube) – 29

10 – Boto V (Farol Paraty) – 29

11 – My Boy (Lisarb, Ilhabela) – 30

12 – Montecristo – Ubatuba Iate Clube) 32

13 – 834 Jacaré – (Yacht Club Ilhabela) 41

Classe RGS-A

1 – Lady Lou – 3 pontos

2 – Zeus – 7 pontos

3 – Kamua – 8 pontos

4 – Superbakkana – 10 pontos

5 – Beleza Pura 2 – 15

6 – Bwana 1 – 18

7 – Kameha Meha – 19

8 – Maria Preta – 24

9 – Anaue 1 – 30

Classe RGS-B

1 – Fugaz SP – 6 pontos

2 – Escapada – 8 pontos

3 – Mahalo – 12 pontos

4 – Alleluia – 18

5 – Baforada III 19

6 – Borimbora – 30

7 – Beiramar – 32

Gostou desse artigo? Clique aqui para receber o nosso serviço de envio de notícias por WhatsApp e leia mais conteúdos.

Teste SecBoats CatFish 35